Belo Horizonte – A capital de Minas Gerais

Português-(5)

bh_enBelo Horizonte experimenta hoje o maior nível de exposição internacional da sua história. Com aproximadamente 2,5 milhões de habitantes e o 5º maior PIB entre as capitais do país, a cidade ganhou notoriedade e reconhecimento nos últimos anos, tendo acolhido grandes eventos.

No âmbito esportivo, foi cidade-sede da Copa das Confederações em 2013 e Copa do Mundo em 2014; foi também escolhida como base de treinamento das delegações olímpicas e paralímpicas britânicas, sendo aclamada pela mídia internacional como melhor sede de treinamento do Brasil e recebendo, por fim, 10 partidas de futebol das Olimpíadas Rio 2016.

No contexto cultural, o Conjunto Moderno da Pampulha foi eleito Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO.

No contexto  dos negócios, a Prefeitura de Belo Horizonte realiza anualmente, desde 2013, o Programa Goal Belo!, que busca promover internacionalmente a vocação da cidade nas áreas de Tecnologia da Informação, Ciências da Vida e Economia Criativa, setores que foram identificados como prioritários e fundamentais para o desenvolvimento econômico de Belo Horizonte.

Com uma localização nacional estratégica, BH tem atraído cada vez mais a atenção de empreendedores que desejam investir na cidade. sustentável e com qualidade de vida.

Programa Goal Belo! 

O Programa Goal Belo! é o programa de atração de investimentos e promoção comercial realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte por meio da Secretaria Municipal Adjunta de Relações Internacionais. Tem como objetivo consolidar Belo Horizonte como um destino atraente para se fazer negócios e divulgar internacionalmente as potencialidades econômicas da cidade.

A cada edição são convidados empresários, jornalistas, investidores e formadores de opinião que tem a oportunidade de vivenciar a cidade a partir de três perspectivas: negócios, institucional e cultural.

A edição de 2016 foi executada durante as Olimpíadas Rio 2016 e focou no setor de biotecnologia e ciências da vida. O programa já contou com outras três edições (2013, 2014 e 2015), gerando mais de 100 milhões de reais em negócios e envolvendo cerca de 20 países de todo o mundo.

pampulha

Novo Plano Diretor

Os esforços em se planejar o meio urbano em Belo Horizonte têm suas bases em criar uma cidade mais inclusiva, resiliente e sustentável. Neste sentido o Novo Plano Diretor proposto para a cidade estabelece as diretrizes para a ocupação da cidade, abrangendo tanto novas construções quanto o espaço público.

Este Plano Diretor incorpora conceitos modernos de urbanismo e desenvolve um modelo de “Cidade Compacta”, utilizando a estrutura urbana de modo mais eficiente e racional e gerando efeitos positivos para o meio ambiente, a mobilidade urbana, o desenvolvimento econômico, a inclusão social e a valorização cultural.

O Plano prevê a priorização de modos coletivos e não motorizados de transporte, a expansão de centralidades e a estruturação de conexões ambientais, melhorando o desenho urbano e reduzindo a dependência da população dos automóveis. Além disso, programas de incentivo estimulam edificações mais sustentáveis e há uma preocupação com a criação, recuperação e proteção de áreas verdes e históricas e a realização de intervenções nas áreas de assentamentos precários.

Conjunto Moderno da Pampulha é declarado Patrimônio Cultural da Humanidade 

O Conjunto Moderno da Pampulha, obra prima que leva a assinatura de importantes nomes da arquitetura e das artes como Oscar Niemeyer, Roberto Burle Marx e Cândido Portinari, e o principal cartão postal da cidade de Belo Horizonte, foi declarado Patrimônio Cultural da Humanidade.

O título de Patrimônio Cultural da Humanidade é concedido pela Organização das Nações Unidas para a Cultura, Ciência e Educação (UNESCO) a monumentos, edifícios, trechos urbanos e até ambientes naturais de importância paisagística que tenham valor histórico, estético, arqueológico, científico, etnológico ou antropológico.

 

inter

Internacionaliza BH

O projeto Internacionaliza BH, coordenado pela ACMinas, foi lançado em Fevereiro de 2016 e desde então vem conquistando espaço em Belo Horizonte. O seu principal objetivo é sensibilizar os mineiros e a comunidade empresarial mineira para o processo de internacionalização de Belo Horizonte, ou seja, compreender os benefícios da internacionalização para as pessoas e ambientes de negócios, é gerar movimento para que tenhamos em Belo Horizonte, e em Minas Gerais, terreno diferenciado para acolhimento e interação de qualidade com comunidades internacionais.

Para alcançar esse objetivo, o projeto se divide em cinco produtos, Memória da BH e dos Mineiros do Mundo, Memória do Mundo em BH, selo Eu Participo, Quem é Quem, Circuito ACMinas e Festivais.

Agenda 2017

Em 2017, o Projeto Internacionaliza BH, além de dar sequência å sua agenda de sensibilização – aprofundará o contato com as comunidades de 14 países selecionados para uma agenda empresarial de validação das referências e gestos internacionais. São eles: Alemanha, Argentina Holanda, Bélgica, China, Espanha,  EUA, França, Itália, India, Israel, Japão, Suiça e Reino Unido.

Participe desta construção de uma sociedade mineira mais internacionalizada, que avança no acolhimento, no conhecimento e no convívio com as diversas comunidades internacionais.

Contato:

No comments
Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *