Como a Ciência, Tecnologia e Inovação podem tornar Minas Gerais mais competitiva?

Como a Ciência, Tecnologia e Inovação podem tornar Minas Gerais mais competitiva?

Por Evaldo Vilela

Minas Gerais tem sua agência dedicada a financiar projetos de pesquisa cientifica e tecnológica, a FAPEMIG – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Projetos propostos por pesquisadores, universidades e instituições outras de pesquisa são julgados pelo mérito e relevância para o desenvolvimento da Ciência mineira. São pesquisas básicas, que geram conhecimentos inéditos para a humanidade, ou então pesquisas tecnológicas e aplicadas. Mas não é apenas isto, a FAPEMIG, em sua essência, contribui para a dinâmica econômica promovendo ainda a inovação tecnológica. Apoia, ainda, o setor empresarial ao disponibilizar dados para a elaboração e avaliação de políticas públicas de desenvolvimento econômico e social, além de investir na comunicação com a sociedade, contribuindo para a cultura cientifica dos mineiros. São estratégicas que vão além do repasse de recursos, na verdade, cumpre o papel de interlocução entre a academia, o governo e o setor empresarial, no que conveniamos denominar ”tríplice hélice”. Desta forma, a FAPEMIG se torna figura necessária como parte da estratégia de desenvolvimento do estado pelo emprego do conhecimento, da tecnologia, com a desejada geração de mais e melhores empregos e renda para as pessoas e riquezas para o país.

Mais recentemente, a FAPEMIG vem fortalecendo a comunicação com a sociedade, apontando, com base nos resultados dos projetos que financia, soluções para os desafios e problemas que afligem as pessoas, as empresas e as instâncias de governo, em cenário de maior interlocução capaz de gerar novos negócios e reter talentos em nosso estado. Neste contexto, comento a seguir algumas iniciativas da FAPEMIG que, com certeza, a comunidade gostaria de conhecer visando beneficiar Minas Gerais.

O SIMI – Sistema Mineiro de Inovação é uma iniciativa pioneira no país promovida pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior – SEDECTES e a FAPEMIG, com a finalidade de promover a convergência de ações governamentais, empresariais, acadêmicas de pesquisa e tecnologia para, de forma cooperada, desenvolver a inovação no Estado de Minas Gerais. O SIMI atua em três frentes: na promoção da cultura da inovação e do empreendedorismo de base tecnológica, na promoção da transferência tecnológica e na criação de novas empresas de alto impacto. O SIMI também dedica-se à articulação de atores do ecossistema da inovação, seguindo a abordagem da Hélice Tríplice, que envolve governo, empresas e instituições científicas e tecnológicas (ICTs).

O Portal SIMI (www.simi.org.br) surgiu como uma rede social que conectava os diversos agentes de inovação. Com o crescimento de sua atuação, o SIMI foi reestruturado em novembro de 2015 e ganhou um moderno portal de promoção da inovação agregando, não apenas os agentes do ecossistema, mas servindo como o principal canal de divulgação de diversos conteúdos relacionados à ciência, tecnologia, empreendedorismo e inovação. Desde sua reestruturação, o Portal já foi acesso por quase um milhão de pessoas.

Dentre as ações presenciais que visam promover a cultura empreendedora, destaca-se a realização de Seminários e Workshops, cujo objetivo é o de difundir o empreendedorismo e a inovação para estudantes de graduação e pós-graduação, ampliando o interesse em realizar pesquisas, desenvolver tecnologias e gerar inovações para o mercado. No que tange à transferência tecnológica, a ação que se destaca é o Encontro de Inovação®, metodologia e mecanismos para potencializar a interação entre pesquisadores e empresários de um setor econômico comum, com a finalidade de prospectar parcerias para transferência tecnológica e de conhecimento. Desde 2008, O SIMI já realizou mais de 58 Encontros de Inovação®, resultando em mais de 600 interações.

InovaçãoMG(1)

Portal – Aberto a toda a sociedade, o portal SIMI é uma ferramenta estratégica que reúne em um só local as principais informações sobre empreendedorismo, ciência, tecnologia e inovação.

O DATAVIVA é uma plataforma online que oferece ao usuário uma experiência dinâmica de acesso a um grande conjunto de dados públicos. Totalmente desenvolvido em software livre e aberto ao acesso de todos, o DataViva foi criado com o objetivo de contribuir para a implementação de políticas públicas, investimentos públicos e privados, bem como para a realização de estudos acadêmicos.

Elaborado inicialmente para auxiliar a política de desenvolvimento econômico do governo do Estado de Minas Gerais, o projeto surgiu a partir da necessidade de tornar o acesso aos dados sobre a economia mineira/brasileira mais fácil e intuitivo. Desenvolvida pelo Governo de Minas Gerais, em parceria com pesquisadores do MIT Media Lab (um dos principais centros de inovação do mundo), a plataforma apresenta uma solução inédita no país, a partir de bases de dados disponibilizadas pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ministério da Educação (MEC) e Ministério da Saúde. Em uma era digital, precisamos apresentar coisas novas ao mundo, inovando tanto no relacionamento direto com a sociedade, quanto melhorando a informação dentro do próprio governo, para assim atingirmos os resultados pretendidos.

Um dos pilares de concepção do DataViva é a tecnologia do BigData, técnica de geração de conhecimento e inteligência a partir do processamento de um grande volume de dados. Baseado em referências internacionais, o projeto disponibiliza, na versão atual, dados nacionais dos últimos dez anos, referentes à economia, educação, indústria, mercado profissional, saúde, entre outras categorias, visualizadas por localidade. Ao proporcionar o acesso livre e gratuito a essas informações, o DataViva disponibiliza um conhecimento mais detalhado da economia brasileira, gerando insumos para o planejamento e a tomada de decisão por parte de gestores públicos, empresários, estudantes, investidores e profissionais de qualquer setor econômico e a partir de qualquer lugar do mundo.

Com o DataViva, o sistema de Ciência e Tecnologia está absolutamente apto a contribuir para viabilizar o objetivo do governo, podendo agregar ainda novas funcionalidades. Em suma, esta plataforma se consubstanciou na proposta de ampliar a capacidade do estado em ser proativo, tanto na reformulação da sua base produtiva, quanto na concepção de políticas públicas de desenvolvimento.

InovaçãoMG(2)

InovaçãoMG(3)

Gráficos do Dataviva – uma alternativa para entender a economia mineira e nacional.

O PRÊMIO MARCOS LUIZ DOS MARES GUIA é uma iniciativa do Governo de Minas, por meio da FAPEMIG e apoio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Desde 2008 é concedido a “Pesquisador” e “Jovem Pesquisador” mineiros, assim como a Unidades (departamento, laboratório, núcleo, entre outras) de Instituição ou de Empresa, bem como “Empresa Jovem”, com atuação em C&T, ou à própria instituição/empresa, pública ou privada, sediada no Estado de Minas Gerais.

O prêmio é um mecanismo efetivo para o reconhecimento e o estímulo àqueles que, em Minas Gerais, se dedicam ao desenvolvimento da ciência, com geração, portanto, de novos conhecimentos, com possibilidades de aplicação para o desenvolvimento de produtos ou processos inovadores, capazes de atender a demandas por melhor qualidade de vida.

A iniciativa baseia-se na visão de que, sem a valorização da pesquisa básica, limita-se muito o desenvolvimento de inovações tecnológicas, fundamentais à competitividade industrial de nações e regiões em um mundo cada vez mais globalizado. O nome de Marcos Luiz dos Mares Guia é o reconhecimento a um dos mais importantes cientistas mineiros de todos os tempos. O prêmio também sinaliza claramente a importância de os projetos buscarem novos conhecimentos em sintonia com as necessidades de solução de problemas da sociedade, como o fez Marcos Mares Guia.

Em 2017, o Prêmio contemplará “Instituição/Empresa” e “Empresa Jovem” que tenham se distinguido na condução de estudos e pesquisas básicas que contribuíram, de forma significativa, para o avanço do conhecimento científico e que apresentem potencial para subsidiar o desenvolvimento de soluções para problemas da humanidade. Parte-se do princípio que é imperativo promover o conhecimento fundamental a partir de necessidades identificadas, com eventual aplicação dos novos conhecimentos, gerados na pesquisa básica.

Por Pesquisa Básica, entende-se aquela que visa compreender a natureza e aumentar o conhecimento humano. Naturalmente, não é possível antecipar seus efeitos, no entanto, é possível conduzir pesquisas básicas a partir da identificação de necessidades da sociedade.

Dessa forma, a pesquisa básica originada de problema existente, em que o cientista procura entender fenômenos, mas cujo resultado deriva possíveis soluções tecnológicas, é de extremo valor para o processo de inovação.

A MOSTRA INOVA MINAS é um evento que busca divulgar, junto à sociedade, o esforço realizado pelas universidades, centros de pesquisa e empresas para o desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Inovação no Estado de Minas Gerais. Para isso, são apresentados projetos de pesquisa que possam ser aplicados na solução de problemas que afetam o nosso dia-a-dia, que impedem a competitividade das nossas empresas, públicas ou privadas, bem como o bom funcionamento dos órgãos e programas governamentais.

Nos motiva a crescente necessidade de comunicar à sociedade, de modo objetivo e claro, soluções reais ou potenciais fruto dos novos conhecimentos e avanços conseguidos em nossas ações de Ciência & Tecnologia. Os conhecimentos que desenvolvemos nas universidades e centros de pesquisa poderão serem mais utilizados para movimentar a economia, por meio de soluções para os muitos problemas em saúde e medicina, agricultura e alimentos, aprendizagem e educação, segurança pública, mobilidade, meio ambiente, cultura e todas as demais áreas.

A seleção dos trabalhos expostos acontece por meio do envio de um pitch – vídeo de curta duração (no máximo três minutos), que pode ser feito por celular ou câmera comum, no qual o pesquisador apresenta seu tema de estudo, impactos e resultados. A pesquisa deve ter recebido qualquer tipo de apoio da FAPEMIG, seja direto (por meio de editais ou chamadas de fomento) ou indireto (por meio de ações e projetos mantidos pela Fundação). Esses projetos são escolhidos com base nos resultados gerados e em sua capacidade de criar soluções e gerar renda e riquezas, empregos novos e tradicionais, no contexto da nova economia.

A primeira edição do evento aconteceu em 2015 e reuniu 1500 pessoas o Palácio das Artes. Em 2016, a Mostra aconteceu na Praça da Liberdade, durante três dias, e mobilizou mais de 15 mil pessoas. Em 2017 ocorrerá no mês de setembro, também na Praça da Liberdade.

Em um ambiente dinâmico, com a representação da inteligência de Minas Gerais, focado na pesquisa científica e tecnológica de resultados, o evento nos permiti renovar a esperança em um estado dotado de novas e maiores oportunidades de desenvolvimento social e econômico.

InovaçãoMG(4)

Portal Inova Minas FAPEMIG – um feira de divulgação da produção científica no estado de Minas Gerais.

_________________________

*O autor é atual presidente da FAPEMIG (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais) e ex-Secretário Adjunto da SECTES (Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior).

No comments
Share:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *