Conexão Internacional é oportunidade para empresas mineiras

Conexão Internacional é oportunidade para empresas mineiras

Por Monica Cordeiro e Rayssa Damásio

Olave e Amato Neto (2001) argumentam, de modo atemporal, que a partir do aumento da internacionalização da economia, reforçou-se a necessidade de empresas exercerem ações conjuntas e associadas, a reorganizar os fatores produtivos e a gestão empresarial, com intuito de harmonizar a organização, a ser dotada de padrões internacionais de qualidade e produtividade.

Neste sentido, a Associação Comercial e Empresarial de Minas – a ACMinas – e a SKEMA Business School – instituição de ensino superior francesa, também parceira  da Fundação Dom Cabral – assinaram acordo de cooperação internacional no dia 23 de março de 2017, com o propósito de promover o convívio  de consultores ad hoc e empresas ligadas à entidade de classe.

O programa Conexão Internacional SKEMA Business School & ACMinas, desenvolvido a partir do mencionado acordo de cooperação, prevê que as empresas recebam por cinco dias, sem custos, os consultores ad hoc – alunos de mestrado da SKEMA Business School. Estes serão selecionados de acordo com a área de interesse escolhida pelas empresas mineiras, promoverão atividades de capacitação aos colaboradores e desenvolverão uma proposta de projeto. Todas essas atividades contarão com o apoio e suporte do Internacionaliza BH, projeto coordenado pela ACMinas.

A SKEMA Business School,  atualmente com 7.200 alunos, conta com campi na Ásia, Europa e América. Os campi vão além de centros de formação ou simples satélites: estão localizados em parques tecnológicos de rápido crescimento, nos quais a cooperação e a parceria são elementos conjuntos na criação de inovações e tecnologias do futuro.

 A equipe de docentes e discentes possui relacionamento baseado em enriquecimento mútuo, com atividades em sala de aula e em empresas, com conexões permanentes entre os diferentes locais, como acontecerá em Belo Horizonte. Os consultores ad hoc da SKEMA são talentos globais da economia do conhecimento. Estudantes e participantes móveis, preparados para o multiculturalismo, capazes de lidar com as diversidades, empenhados em promover práticas sustentáveis, empreendedorismo e inovação.

Corporações reconhecidas mundialmente recrutam graduados da escola de negócios francesa, tais como a Airbus, Areva, Chanel, Danone, EDF, Unilever, entre muitas outras.

No caloroso evento realizado para  a celebração da parceria inédita, a ACMinas também recebeu jornalistas representantes dos principais jornais da França e do mundo, como Le Parisien, Le Monde Diplomatique, Le Fígaro, Le Nouvel Economiste e Forbes – que também tiveram a oportunidade de conversar com líderes empresariais de destaque que prestigiaram este momento:  Luiz Alberto Garcia, presidente do Conselho Administrativo do Grupo Algar; Modesto Araújo, sócio-fundador da Drogaria Araújo; Eugênio Mattar, sócio-fundador da Localiza Rent a Car e Rubens Menin, sócio-fundador do Grupo MRV.

A ACMinas acredita  que a parceria em questão abre o território mineiro para novos conhecimentos e proporciona o compartilhamento de experiências, agregando ao nosso jeito próprio de fazer negócios o conhecimento de métodos de gestão internacionais.

Grandes empresas e associados ACMinas que compareceram ao evento já registraram interesse em receber os jovens talentos da SKEMA Business School e terão prioridade nas ações do programa, com previsão de início em maio deste ano.

Acesse aqui o papel de cada ator nesta ação: ACMinas, SKEMA Business School e empresas.

As empresas interessadas em participar do Conexão Internacional SKEMA Business School & ACMinas deverão entrar em contato com a equipe  do  Projeto Internacionaliza BH através do e-mail internacionalizabh@acminas.com.br. A equipe dará prosseguimento às conversações e etapas do programa.

Foi um dia memorável para a ACMinas, entidade centenária que quer proporcionar aos seus associados e a toda comunidade mineira, oportunidades inovadoras de evoluir e tornar-se competitiva. Internacionalize-se conosco. Participe!

______________________________________

 

REFERÊNCIAS

OLAVE, Maria Elena León; AMATO NETO, João. Redes de cooperação produtiva: uma estratégia de competitividade e sobrevivência para pequenas e médias empresas. Gestão & Produção, São Carlos, v. 8, n. 3, 289-303 p. dez. 2001. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/gp/v8n3/v8n3a06.pdf>. Acesso em 30 mar. 2017.

 

 

No comments
Share:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *